quarta-feira, 25 de julho de 2012

E eu nunca desisti de te ter na minha vida novamente, mesmo distante, mesmo em silêncio, mesmo sem poder fazer nada. Já fui chamada de doida, de doente, de idiota, de obcecada... Mas, um grande amor, sempre vai ser um grande amor... Não importa o tempo, não importa a distância. Claro, você poderia não ter voltado e com o tempo esse sonho iria morrendo aos poucos. Mas, você voltou. E eu não consigo, nem tento, nem quero, esconder o quão estupidamente FELIZ eu estou.

AM 


Um comentário:

  1. Feliz estou eu por você ter me permitido voltar e te fazer sorrir novamente.

    ResponderExcluir

Concordaram ou discordaram das minha ideias?